Novo ano: Novos planos, promessas e metas

Novo ano

Sempre que um novo ano se aproxima, vemos uma motivação nas pessoas em estabelecer novos planos, promessas e metas. Também é comum que muitos sintam remorso por aquilo que gostariam de ter feito e não o fizeram. A pergunta que precisa ser feita é: Não foi exatamente isso que foi feito no ano passado? O que houve de errado? Por que muitos dos planos, promessas e metas não foram cumpridos ou alcançados? Por que seria diferente neste novo ano? Vamos meditar um pouco?

  • Portanto eu lhes digo: não se preocupem com suas próprias vidas, quanto ao que comer ou beber; nem com seus próprios corpos, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante do que a comida, e o corpo mais importante do que a roupa? Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas? Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida? Por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem os lírios do campo. Eles não trabalham nem tecem. Contudo, eu lhes digo que nem Salomão, em todo o seu esplendor, vestiu-se como um deles. Se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada ao fogo, não vestirá muito mais a vocês, homens de pequena fé? Portanto, não se preocupem, dizendo: “Que vamos comer? ” Ou “que vamos beber? ” Ou “que vamos vestir? ” Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que vocês precisam delas. Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã se preocupará consigo mesmo. Basta a cada dia o seu próprio mal” (Mt 6:25-34).

Não faça planos para o próximo ano! Viva o dia que o Senhor nos concedeu, pois esta é a realidade! Paulo, inspirado pelo Espírito Santo, diz em Efésios 5:15,16, que os dias são maus e que devemos aproveitar ao máximo cada oportunidade oferecida, vivendo como sábios e não como insensatos! Mas, quando somos insensatos?

  • Então lhes contou esta parábola: “A terra de certo homem rico produziu muito bem. Ele pensou consigo mesmo: ‘O que vou fazer? Não tenho onde armazenar minha colheita’. “Então disse: ‘Já sei o que vou fazer. Vou derrubar os meus celeiros e construir outros maiores, e ali guardarei toda a minha safra e todos os meus bens. E direi a mim mesmo: Você tem grande quantidade de bens, armazenados para muitos anos. Descanse, coma, beba e alegre-se’. “Contudo, Deus lhe disse: ‘Insensato! Esta mesma noite a sua vida lhe será exigida. Então, quem ficará com o que você preparou? (Lc 12:16-20).

O rico insensato fazia planos para o futuro, desejando armazenar sua colheita em celeiros maiores, pois, guardando seus bens, poderia descansar, comer, beber, alegrar-se….. Contudo, naquela mesma noite, sua vida seria exigida! Será que não estamos fazendo o mesmo a cada novo ano?

Para meditar:

Não importa o que ocorrerá no próximo ano! Importam as próprias dificuldades de cada dia. Dias bons virão, todavia, dias ruins também. Tenhamos em mente que o Senhor é Soberano e está no controle de todas as coisas. Os planos do Criador são infinitamente melhores do que os meus!

Nelson Júnior – Portal Pela Fé

facebook.com/portalpelafe

www.portalpelafe.com

#PortalPelaFé

Atenção: Cópias do conteúdo deste site (integrais ou parciais) serão permitidas citando o nome do autor e também o link para esta página: www.portalpelafe.com

Adicionar a favoritos link permanente.

6 Comments

  1. Isso mesmo! Somos a realizações de nossos planos, todo dia. Que o Senhor Jesus esteja à frente. Só tenho a agradecer! Ótima reflexão!

  2. Maravilhoso! Isso sim, é o correto!

  3. Concordo, irmão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *