Cristão camaleão: Camuflagem mundana!

Cristão camaleão

Sabemos que o camaleão é uma espécie de lagarto. Sua coloração é alterada de acordo com o ambiente no qual está inserido (forma de camuflagem) e possui alta capacidade de adaptação. No mundo corporativo, ser comparado a um camaleão pode ser algo positivo, pois demonstra que a pessoa se adapta facilmente ao ambiente e às necessidades de mercado. Esta característica está relacionada entre as principais procuradas por uma organização em um perfil profissional. Contudo, espiritualmente falando, será que é positivo ser considerado um cristão camaleão?

A resposta é não! O verdadeiro cristão não é comparado ao camaleão, mas sim, ao ambiente! Afinal, nós fomos chamados para influenciar o mundo e não para sermos influenciados por ele. Ser luz do mundo e sal da terra significa que fomos chamados para modificar algo. Enquanto isso, o cristão camaleão apenas se molda aceitando o que o mundo lhe impõe!

  • Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus (Mt 5:13-15).

Infelizmente, muitos que se dizem “cristãos” estão se igualando ao mundo! Antigamente era muito fácil identificar um seguidor de Cristo, não apenas pelas vestimentas, mas pelo testemunho que era dado em sua própria maneira de viver! Qual a diferença que estamos apresentando nos dias atuais? Afinal, a cada dia, um novo escândalo envolve um povo que devia ser exemplo! Como pregar mudanças se essas mudanças não estiverem evidenciadas em meu viver? Como falar na volta do Senhor Jesus, se o “cristão” está tão confortável e adaptado a este planeta? Como falar em perdão e arrependimento, enquanto membros de determinadas denominações (em nome de um suposto “amor”), agem como verdadeiros fariseus hipócritas?! Qual a diferença que estamos fazendo na sociedade?

 Algumas denominações vivem o momento do “tudo pode” para o cristão camaleão:

  • Ir ao culto com saia até os pés e, nas redes sociais, postar fotos com biquínis minúsculos. Isso pode?
  • Dizer no culto “Senhor, Senhor” e, durante a semana, mentiras, palavras obscenas e ofensivas serem pronunciadas facilmente (da mesma boca proferindo bênçãos e maldições). Também pode?
  • Falar em ajuda aos necessitados aos domingos e depois, utilizar seu cargo público para extorquir, roubar, manipular e corromper pessoas, arruinando milhares de vidas que já vivem na miséria. Pode?
  • Afirmar que a Bíblia é sua única regra de fé e prática, mas na prática, nem mesmo conhece o que nela está escrito (isso quando não introduzem outros livros tidos como “proféticos” ou “inspirados por Deus”). Pode?

Estão brincando com algo sério, esquecendo que um dia darão conta de todos os seus atos! Com base em um infundado “não julgueis” (fundamentado na ignorância e não nas Escrituras), muitos estão se tornando verdadeiros “camaleões”! Se adequam com facilidade a toda essa sujeira, aceitado tudo que há de errado e sem questionar! Assemelham-se ao mundo com a desculpa de ganhar este mesmo mundo para Cristo (sendo que quem convence é o Espírito Santo) e, como resultado, uma geração extremamente fraca espiritualmente:

  • Afirmam crer em um Único Deus Soberano, porém precisam daquele amuleto no carro, no bolso da calça, ou na carteira;
  • Creem que Cristo cura, mas procuram os lencinhos imundos de suor para resolver seus problemas de forma mais “rápida”;
  • Garantem categoricamente que Deus abomina idolatria, contudo acreditam no “poder” da água do rio Jordão; nas infindáveis lascas tiradas da cruz (que daria para reflorestar toda Amazônia); na rosa ungida; na vassoura ungida; no cuspi ungido (isso mesmo! Até no cuspi eles acreditam!); adoram um ídolo gospel em um show, onde ocorre uma verdadeira histeria coletiva, com a desculpa de gostar apenas da música;
  • Introduzem objetos judaicos no culto cristão;
  • Enfim… passaria o dia escrevendo se fosse detalhar tanta heresia que existe em nosso meio!

Está na hora da igreja passar por outra reforma e retirar toda essa sujeira que está debaixo do “tapete gospel”!

  • E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus (Rm 12:2).

Para meditar:

Se o cristão camaleão se adapta facilmente ao mundo, no dia do juízo de Deus, a qual ambiente ele terá de se adaptar?

Nelson Júnior – Portal Pela Fé

facebook.com/portalpelafe

www.portalpelafe.com

#PortalPelaFé

Atenção: Cópias do conteúdo deste site (integrais ou parciais) serão permitidas citando o nome do autor e também o link para esta página: www.portalpelafe.com

Adicionar a favoritos link permanente.

8 Comments

  1. Leandro Amaral

    A paz, abençoado. Texto muito bom. Acontece desse jeito mesmo em muitos lugares.

  2. Nossa nunca pensei nisso.

  3. Esta é a realidade dos dias atuais.

Deixe um comentário